lordose

5 dicas para prevenir lordose



Todas as pessoas têm uma curvatura natural na coluna. Porém, caso essa curvatura se arqueie muito para dentro, temos uma condição chamada de lordose. Esse problema pode surgir entre a região lombar e o pescoço. Como resultado, a coluna começa a sofrer com o excesso de pressão, provocando dores e desconfortos na espinha vertebral.

O tratamento para a lordose é definido de acordo com a seriedade da condição, bem como da causa do seu surgimento. Se for grave e não tratada, a capacidade de movimentação é prejudicada.

A seguir, separamos algumas orientações e dicas preventivas sobre a lordose. Acompanhe!

Como prevenir a lordose?

Não existe um conjunto de medidas efetivas para a prevenção desse desvio na coluna. Na realidade, o que há são ações que o indivíduo pode adotar em sua rotina, para garantir uma boa postura e, dessa maneira, a saúde da coluna.

Vejamos, a seguir.

1. Cuidar do peso

A obesidade é uma consequência do acúmulo de gordura nas nádegas e no abdômen. Todo peso extra faz com que a região lombar tenha que fazer um esforço adicional, o que pode levar à curvatura da coluna.

2. Cuidar bem da coluna

Em alguns casos específicos, condições relacionadas à lordose podem surgir como resultado de outros problemas na espinha vertebral, por exemplo, discite, espondilolistese e cifose.

3. Fazer exercícios físicos

A falta de exercícios físicos contribui para o enfraquecimento dos músculos centrais, situados ao redor da pelve e do tronco. Quanto mais fracas essas musculaturas estão, menor será a capacidade de estabilização e apoio da coluna vertebral, o que deixa a coluna mais vulnerável a curvaturas.

Além disso, existe o fator ganho de peso que, como apontamos, também pode ser um agravante para a condição.

A sugestão é procurar uma modalidade de exercícios que atenda a essa necessidade e que esteja de acordo com o perfil de cada um. Assim, ela se sentirá bem em praticar as atividades aumentando sua qualidade de vida!

4. Escolher sapatos adequados

Usar um sapato com um suporte do arco é essencial para a estabilidade da coluna. Calçados muito planos ou aqueles de salto alto, não são desenvolvidos considerando o suporte adequado à postura.

Por isso, vale muito a pena investir em sapatos que ofereçam o que é adequado aos pés para não provocar uma sobrecarga ou desníveis na região da coluna vertebral. Aliás, é sempre bom perguntar ao médico sobre isso e seguir as recomendações por ele passadas.

5. Tomar medicamentos corretamente

Os medicamentos não constituem uma prevenção propriamente dita. Mas, como observamos anteriormente, existem casos em que a lordose afeta a rotina da pessoa, podendo provocar dores.

Nesse sentido, anti-inflamatórios e analgésicos podem ser usados, inclusive aqueles que dispensam receitas médicas. Porém, mesmo que seja de venda livre, é essencial consultar o profissional sobre se realmente o escolhido é a melhor opção ou, ainda, sobre os possíveis efeitos colaterais.

Quando consultar um médico especialista em lordose?

Alguns sinais podem servir de base para uma consulta com o médico especialista. Alguns deles são:

  • dores que atrapalham a rotina diária;
  • menor flexibilidade e mobilidade que o normal;
  • curva da coluna não flexível.

É importante lembrar que o profissional de saúde é a pessoa mais indicada para gerenciar o excesso de curvatura provocada pela lordose. Além disso, quanto mais cedo o tratamento for iniciado, menos complicações a pessoa terá no decorrer de sua vida!

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como médico e quiropata em Guarapuava



Comentários

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp