dores lombares

8 hábitos para mudar e melhorar as dores lombares

As dores lombares são uma das causas principais de afastamento das atividades profissionais e também uma das maiores queixas nos consultórios. Felizmente, existem meios e tratamentos para minimizar os seus sintomas.

A dor lombar ou lombalgia costuma atingir aproximadamente de 90% da população (cerca de 3 a cada 4 pessoas) em todo o mundo e demanda maior atenção, devido os seus sintomas se não forem tratados de forma correta podem causar danos irreversíveis e causar prejuízos grandes na qualidade de vida da pessoa.

Lombalgia ou dores lombares, o que é?

A lombalgia ou dor lombar é o conjunto de sinais dolorosos que prejudicam a região inferior da coluna lombar (coluna vertebral), perto da bacia. Logo, a dor lombar não é uma doença propriamente dita, e sim um sintoma de problemas clínicos diferentes. 

Portanto, a dor lombar pode estar sendo provocada por muitos fatores, além disso, específicos em outros pontos do corpo (dor mencionada). Ainda que, essa dor possa ser de dois tipos: crônica ou aguda.

Dor lombar aguda

A dor costuma ser aguda e acentuada, repentina (normalmente após um esforço físico), sumindo pouco depois. Porém, pode permanecer por 4 a 6 semanas, se a causa for um mau jeito na coluna ou ainda espasmos musculares que geram rigidez nos músculos perto do sacro (entre as nádegas e a última costela). 

Ainda que a dor tende a piorar ao fazer qualquer tipo de movimento com o corpo, não demanda tratamento.

Dor lombar crônica

Apesar de ter menos intensidade, é mais insistente e pode permanecer por mais de 3 meses ou até mesmo por toda a vida. É mais comum acima dos 50 anos, entretanto, pode ocorrer em todas as idades. Por ser multifatorial,  ela costuma apontar um problema mais grave na coluna vertebral.

Normalmente há queixas de travamento da coluna, limitação na flexão anterior da coluna, dor e limitações nos primeiros movimentos do dia. Por esse motivo, necessita de tratamento médico.

Hábitos para melhorar as dores lombares

Algumas medidas de prevenção podem ser bastante úteis a fim de evitar as causas das dores lombares ou melhorá-las, minimizando assim o aparecimento das crises. Assim sendo, procure reconhecer o tipo de dor que você sente, procure ajuda médica sempre que a dor for persistente ou quando existirem outros sintomas associados a ela.

A seguir veja algumas dicas para minimizar as dores lombares:

  • Repousar em posição confortável, deixando a coluna alinhada;
  • Usar compressa quente ou deixar a água quente correr no local da dor na hora do banho;
  • Experimentar sessões de massagem e quiropraxia;
  • Fazer exercícios de respiração e meditação;
  • Nunca se automedicar;
  • Mantenha o peso controlado;
  • Evite ficar muito tempo na mesma posição (sentado ou em pé);
  • Preste atenção nas posições corretas na hora de dormir.

A maioria dos episódios de dores lombares têm tratamento moderadamente simples. Porém, não espere que a dor simplesmente desapareça, principalmente se ela for insistente.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como médico e quiropata em Guarapuava

Comentários

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp