espasmos musculares

É possível evitar espasmos musculares?

Os espasmos musculares são conhecidos de praticamente todo mundo. Podem surgir na região das coxas, panturrilhas e braços. Há, ainda, quem sinta espasmos musculares no rosto, como na área dos olhos, por exemplo.

Será possível evitar essa sensação tão desagradável? Para responder a essa pergunta, é preciso primeiro descobrir quais são as causas do problema. Saiba tudo a respeito do assunto, a seguir.

Causas e prevenção dos espasmos musculares

Os espasmos musculares não são todos iguais. Há os dolorosos, como os da cãibra, por exemplo, e os simplesmente desagradáveis, que deixam a sensação de que os músculos estão pulsando sem controle.

Eles podem ser fruto de doenças graves, principalmente relacionadas a alterações neurológicas e outros distúrbios, como também surgir por motivos menos preocupantes, como é o caso da fadiga muscular após exercícios físicos ou estresse.

Ainda que você consiga conviver bem com o problema, caso seja recorrente, é preciso procurar auxílio médico. Somente um profissional especializado poderá investigar as causas dos espasmos musculares e oferecer um tratamento que elimine o sintoma e trate a causa do aparecimento dele.

Porém, se você já sabe que os espasmos musculares que sente são fruto de algo simples e momentâneo, pode sim buscar formas de evitar que eles apareçam. A seguir, seguem algumas dicas.

1. Atividades físicas, somente com orientação

A prática de atividades físicas é essencial para a saúde geral do organismo, porém praticá-las sem orientação de um profissional pode ser perigoso para músculos e articulações. Por isso, antes de começar qualquer exercício, consulte um médico ou um profissional de educação física.

Além disso, siga sempre o seu próprio ritmo e não force o organismo além da exaustão. Se não está acostumado com exercícios, comece com calma e vá aumentando a intensidade aos poucos. Essa é uma das melhores formas de garantir que os espasmos musculares causados por estresse físico não apareçam.

2. Mantenha uma alimentação equilibrada

A alimentação é fundamental para a manutenção de músculos, ossos e tecidos. Por isso, manter uma dieta equilibrada, rica em vitaminas, proteínas e minerais é essencial para evitar os espasmos musculares.

3. Hidrate-se

A água é um combustível essencial para a saúde. Sendo assim, antes, durante e depois de qualquer atividade física, procure sempre manter-se hidratado. Essa também é uma forma muito importante para evitar espasmos musculares.

4. Alongue-se e busque atividades de relaxamento

Atividades que visam ao relaxamento da mente e dos músculos são importantes na hora de evitar espasmos dos músculos. O alongamento é fundamental para o corpo e para que essa sensação desagradável não ocorra.

Se, mesmo com esses cuidados os espasmos musculares continuarem, converse novamente com o médico. Ele poderá solicitar exames adicionais para verificar sua saúde e encontrar o motivo que está causando esse sintoma.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como médico e quiropata em Guarapuava.

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp