cifose

O que é a cifose?

Cifose, popularmente conhecida como corcunda, é uma condição onde a coluna se curva de maneira anormal, fazendo com que o pescoço, a cabeça e os ombros sejam projetados para frente.

Geralmente, esse problema na coluna surge devido a alguns maus hábitos posturais, como por exemplo sentar na cadeira de maneira inadequada, pelo enfraquecimento dos músculos da região paravertebral e também ao praticar atividades físicas de maneira incorreta.

Causas

A grande maioria dos casos de cifose são de origem idiopática, ou seja, não há uma causa totalmente específica.

No entanto, em situações onde é possível identificar a causa, esse desvio na coluna ocorre por questões genéticas ou por algum tipo de anomalia congênita adquirida durante a vida.

Além disso, alterações ósseas, neurológicas ou musculares do organismo também podem estar relacionadas ao seu surgimento. Essas alterações podem ocorrer devido ao sedentarismo, tabagismo, obesidade, postura inadequada, tumores ou por meio de processos degenerativos, como osteoporose e artrose, por exemplo.

Tipos de cifose

A cifose pode ser classificada em diferentes tipos, entre eles estão:

Congênita

Denomina-se congênita quando a pessoa já nasce com essa condição, normalmente ocorre durante o período fetal, devido a anomalias na formação da coluna do bebê.

Adquirida

É aquela em que a pessoa adquire o problema ao longo da vida, normalmente, por consequências de algum tipo de traumatismo ou por meio de doenças como osteoporose e osteomielite, por exemplo.

Postural

Considerada o tipo mais comum, geralmente ocorre devido a maus hábitos posturais no dia a dia.

Por essa razão, para reverter o caso, é necessária a correção da postura, que pode ser feita através de fisioterapia. Se não tratado, esse problema pode se tornar estrutural.

Sintomas 

Os sintomas dessa disfunção na coluna podem variar de acordo com a pessoa e com o tipo do problema, entretanto, os sinais mais comuns são:

  • Diferença na altura dos ombros;
  • Dor nas costas;
  • Postura curvada;
  • Cabeça inclinada para frente do corpo;
  • Enrijecimento da coluna vertebral;
  • Fadiga;
  • Ao inclinar o tronco para frente, a parte superior das costas apresenta uma altura maior do que o normal;
  • Músculos posteriores da perna mais curtos do que o normal.

Diagnóstico

O diagnóstico é clínico e consiste na realização de exames de imagem para  que o médico possa observar a condição da coluna do paciente.

Nesse exame, é possível observar toda a anatomia da coluna vertebral, o que permite medir o grau das curvaturas, identificar lesões e possíveis desvios de alinhamento da coluna vertebral.

Tratamento

O tratamento  depende de alguns fatores, como a idade e condição física do paciente, grau e causa da curvatura, o risco de progressão e a intensidade dos sintomas.

As alternativas de tratamento para esse problema incluem exercícios, fisioterapia, RPG (reeducação postural global), uso de coletes e em casos mais complexos a cirurgia.

Os exercícios incluem natação, hidroginástica e musculação, e são recomendados para os casos mais simples, onde a pessoa apresenta apenas um desconforto. Já a fisioterapia consiste na realização de medidas para aliviar a dor, e inclui técnicas de manipulação da coluna e exercícios de alongamento.

O uso de coletes é recomendado em casos de curvatura abaixo de 70 graus em indivíduos que ainda estão em fase de crescimento, e deve ser usado de forma contínua pelo tempo estipulado pelo médico.

A cirurgia, por sua vez, é indicada apenas para caso de cifose congênita, ou seja, quando o problema ocorre desde o nascimento.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como médico e quiropata em Guarapuava

Comentários

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp