quiropraxia

Perguntas e respostas sobre quiropraxia

Neste artigo, irei responder algumas das principais perguntas que chegam ao meu consultório, com relação à quiropraxia. Portanto, se você deseja ser submetido à terapia com um quiroprático, confira as questões respondidas, abaixo.

O que é a quiropraxia?

Este é um método terapêutico que busca estabilizar as estruturas do corpo, para que a cura de diversos sintomas e distúrbios seja alcançada. Estamos falando de uma terapia manual que pode ser utilizada no diagnóstico, tratamento e na prevenção de doenças.

Portanto, o quiroprático utiliza o seu conhecimento sobre a fisiologia humana para ajustar distúrbios nervosos, musculares e vertebrais. Tudo isso com o uso das mãos nos locais estratégicos do corpo. Além disso, o especialista evita, sempre que possível, utilizar medicamentos e métodos invasivos, como cirurgias, para alcançar a cura.

As sessões causam dor?

O tratamento é focado na manipulação de regiões que sofrem distúrbios em seu funcionamento. Portanto, alguns pacientes podem ser mais sensíveis do que outros à palpação.

De todo modo, alguns fatores favorecem algum grau de desconforto durante a sessão, como:

  • enrijecer a região, principalmente pacientes novos;
  • resistir à palpação;
  • sentir-se demasiadamente tenso;
  • ter alguma condição inflamada.

De toda a forma, a maior parte dos pacientes relatam bem-estar, sensação de relaxamento, além de alívio da dor.

Qual é a idade indicada para ser submetido à quiropraxia?

Não há limitação de idade para a quiropraxia. Até mesmo um recém-nascido pode receber o tratamento. Nesse caso, a indicação é logo após o nascimento. Em alguns quadros, o parto gera traumas no pescoço ou em outras regiões da coluna do bebê.

Caso não seja tratado o quanto antes, o desalinhamento pode gerar sequelas na medula espinhal ou nos nervos da região. O quiroprático é habilitado para o diagnóstico e tratamento desse tipo de lesão.

Gestantes podem fazer o tratamento?

A quiropraxia pode ser muito benéfica para mulheres grávidas. Os benefícios vão da gestação até o parto do bebê. A gestante pode se beneficiar nos seguintes pontos:

  • alívio da dor lombar, pernas e pescoço, devido à pressão da barriga e do peso adicional;
  • trabalho de parto facilitado, já que, na maior parte dos casos, com o tratamento quiroprático o bebê sempre está com a cabeça para baixo.

Quais são as doenças tratadas pela quiropraxia?

Além dos tratamentos que já mencionamos, existem diversas outras indicações para a quiropraxia. As principais delas são:

  • dor nos membros superiores e inferiores, como pescoço, ombros, costas, braços, mãos, tórax, abdômen, quadril, pernas e pés;
  • rigidez;
  • dor de cabeça;
  • traumas;
  • dor no nervo ciático (ciática);
  • escoliose;
  • lesões esportivas;
  • bursite;
  • tendinite;
  • artrite;
  • fibromialgia;
  • LEER, dentre outras.

A quiropraxia substitui a cirurgia?

Em primeiro lugar, a quiropraxia é uma técnica que busca a cura de enfermidades pela manipulação das estruturas alteradas. Na maior parte dos casos, esse tipo de tratamento, por si só, é suficiente. No entanto, o médico quiroprático sabe reconhecer uma lesão que dificilmente irá se beneficiar apenas de tratamentos conservadores.

Portanto, no último caso, o especialista encaminha o paciente para o tratamento cirúrgico.

Quer saber mais sobre quiropraxia? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como médico e quiropata em Guarapuava

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp