Lesão no menisco: causas, sintomas e tratamentos

Causas, sintomas e tratamentos

Os joelhos são articulações que exercem o importante papel de sustentar o peso corporal. Para isso, contam com diversas estruturas complexas. No entanto, podem ser acometidos por diferentes problemas, tais como, lesão no menisco, nos tendões, nos ligamentos, entre outros.

 

Você sabe o que é o menisco? Sabe como ocorre essa lesão? Conhece os sintomas e tratamentos? Então, não deixe de ler este post, pois, responderemos a todas essas dúvidas.

 

Entendendo a lesão no menisco

 

As lesões no menisco ocorrem com maior frequência em pessoas com mais de 40 anos. Isso porque já existe um grau de desgaste natural na região, o que faz com que estejam mais suscetíveis às lesões.

 

Ainda, o menisco é uma estrutura cartilaginosa localizada no centro do joelho e funciona como um amortecedor de impacto, lubrificante e estabilizador, além de ajudar na realização de movimentos.

 

Geralmente, a lesão no menisco é provocada por traumas na região. Por isso, é um problema muito frequente em atletas. Embora seja vista como uma lesão de importância secundária, o diagnóstico é complexo.

 

Ademais, existem diferentes tipos de lesões que acometem a região. Para que o tratamento adotado seja o mais adequado, é fundamental entender mais sobre essas características. Então, conheça mais sobre elas:

 

  • menisco acometido: as lesões podem afetar tanto o menisco medial quanto o lateral, sendo este último o de pior prognóstico e com maior risco de evoluir para uma artrose;
  • localização da lesão: o problema pode surgir tanto na raiz do menisco quando no corno posterior, corpo ou corno anterior, além de ser central ou periférico;
  • morfologia: as lesões no menisco podem ser verticais, radiais, horizontais, com flap, complexa ou em alça de balde.

Quais são os sintomas?

 

O sintoma mais comum de uma lesão na região é a dor intensa na frente ou na lateral do joelho, que pode se tornar mais intensa pelo esforço, como, por exemplo, subir e descer escadas.

 

No caso das lesões no corno posterior, a dor é sentida na parte de trás do joelho e piora quando ele está muito flexionado ou quando se agacha. Além da dor, o paciente também pode apresentar inchaço na articulação.

Quais são as causas?

 

Embora os traumas no joelho sejam a causa mais frequente de lesão no menisco, existem outros fatores que podem causá-la, como, por exemplo, fazer movimentos bruscos de torção do corpo sobre uma perna, agachamentos muito fundos, levantamento de peso com as pernas e prender o pé enquanto caminha.

 

O envelhecimento também contribui para a ocorrência dessas lesões, principalmente após os 65 anos. Quando a lesão é no menisco medial, pode ter origem em movimentos repetitivos e costuma se curar espontaneamente.

 

Como é o tratamento?

 

O tratamento dessa condição consiste na realização de fisioterapia, uso de medicamentos e, em casos graves, de cirurgia. No primeiro caso, o profissional irá realizar exercícios para reabilitação da articulação, devolvendo a amplitude de movimentos.

 

Quando há a ruptura do menisco, a intervenção cirúrgica pode ser a alternativa mais eficiente. O procedimento é feito com artroscopia e consiste na costura da parte externa do menisco ou na remoção da parte afetada.

 

Já os medicamentos costumam ser indicados apenas após as cirurgias, principalmente para aliviar a dor. Ademais, durante a recuperação cirúrgica, o paciente precisa evitar o consumo de alimentos ricos em açúcar e precisa aumentar a ingestão de água e de proteínas.

 

Portanto, com a leitura deste post, você já conheceu os sinais que indicam uma lesão no menisco. Assim, ao primeiro sintoma, procure o seu médico para que ele avalie a sua condição e prescreva ou não o tratamento.

 

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como médico e quiropata em Guarapuava!

Comentários